Archive for the ‘Uncategorized’ Category

h1

REEDUCAÇÃO NUTRICIONAL PARA EMAGRECIMENTO

agosto 6, 2018

REEDUCAÇÃO NUTRICIONAL PARA EMAGRECIMENTO

 

Fazer dieta não significa ficar contando calorias ou comer coisas difíceis ou caras. Reeducar é fazer o contrário do que gostamos, pois o que fazemos engorda. Se comermos pouco pela manhã, pouco no almoço e beliscamos muito a noite, temos que inverter: a solução está em comer como um rei/rainha pela manhã – um príncipe/ princesa no almoço e um mendigo/mendiga á noite. A compulsão nos leva a ingerir carboidratos após o almoço. Então vamos comer carboidratos até as 14 horas e; após isso, não iremos cometer GAF´s (GRÃOS AÇÚCAR FARINHA).

Tudo que contenha GAF você não pode ingerir após as 14 horas, exceto a granola, aveia e a linhaça no iogurte. Porém não exagere. Exemplo de alimentos sem GAF: queijo, churrasco, abacate, refrigerante zero, leite integral. O pão integral, pão preto ou de centeio, é GAF e engorda. Não tome suco natural após as 14hs. A bebida alcoólica é melhor evitar, principalmente a cerveja, que é pão liquido que mais engorda. Se for beber, não tome o remédio naquele dia.

Lembre-se que essa dieta tem que ser mantida durante dois anos até que seu organismo esqueça seu peso inicial e grave o peso final pretendido. Logo, ela tem que ser fácil de ser executada, caso contrário, você não irá resistir por muito tempo. Por isso, não force a dieta, executando regimes maiores que o proposto só para aumentar o emagrecimento, pois, desse modo, você irá desistir rapidinho.

 

1°REFEIÇÃO (CAFÉ DA MANHÃ): café c/leite, ou suco com pães (qualquer tipo) ou torradas com geléia, requeijão, margarina, doce, queijo, presunto ou bolachas. Frutas+iogurte light com granola, aveia ou linhaça dourada.

 

2°REFEIÇÃO 10 HORAS (LANCHE): uma fruta ou sanduíche.

 

3°REFEIÇÃO (ALMOÇO): Até as 14 horas. LIVRE: arroz, feijão, carnes, salada, massa, lasanha, polenta, pizza, frango, peixes, McDonalds, bauru, quiche, etc. Procure comer carboidratos no almoço para não sentir vontade de comer pão á noite (PROIBIDO COMER SOMENTE BIFE OU FRANGO COM SALADA). Coma sobremesa, chocolate ou sorvete.

¬_ATENÇÃO NÃO COMETA GAF´s (GRÃOS AÇÚCAR FARINHA) APÓS AS 14 HORAS!! _

4°REFEIÇÃO LANCHE A TARDE: duas frutas da sua preferência (pode ser mamão, manga ou abacate). Uma barra de cereal sem chocolate. Iogurte light sabor de frutas ou queijo com salamito. Se você freqüenta a academia à tarde você pode fugir a regra GAF e comer um sanduíche antes de ir para a academia para evitar hipoglicemia

 

5°REFEIÇÃO JANTAR: Você tem que usar sua criatividade e não cometer GAF’s. Lembre-se que frituras não são GAF. Escolha um desses cardápios, mas não fique num só, vá variando:

             Salada de frutas com iogurte light e granola, aveia ou linhaça dourada;

             Sopa de legumes com frango ou carne;

             Vitaminas de frutas: Shake de baunilha com suco de laranja, uva ou abacaxi light;

             Bife, frango ou peixe com salada variada;

             Churrasco e grelhados.  Ovos cozidos ou omelete.

             As nozes e castanhas podem ser consumidas após as 14hs o amendoim não.

h1

O QUE É ORTOREXIA?

agosto 4, 2018

Ter uma alimentação saudável e equilibrada é primordial para manutenção da saúde, mas e quando o “comer saudável” se torna uma obsessão? O nome disso é Ortorexia, e não tem nada de saudável nisso, na verdade trata-se de um distúrbio de comportamento alimentar! A preocupação excessiva com a qualidade da alimentação inicia uma busca obsessiva por regras de alimentação saudável e isso tende a limitar as variedades como, por exemplo, excluir algum grupo de alimentos (carboidratos, gorduras, laticínios, carnes…) e sem a adequada substituição trás como consequência carências nutricionais.

Em muitos casos a ortorexia procede a transtorno alimentar como anorexia ou bulimia nervosa, ou seja, a pessoa não aprendeu a se alimentar de forma consciente e saudável, apenas trocou um distúrbio pelo outro. E ai que está o problema, a pessoa com esse transtorno dificilmente procura ou aceita ajuda porque acreditam estar fazendo escolhas certas.

Características comportamentais de uma pessoa ortoréxica:

  1. Fixação por alimentação saudável;
  2. Comer se torna dever, não é algo prazeroso;
  3. Exagerada necessidade de autocuidado e proteção;
  4. Escapadas da rotina alimentar levam a sensação de culpa;
  5. Fica em jejum na ausência de “opção saudável”;
  6. A alimentação domina o cotidiano;
  7. Desprezo sobre outros hábitos alimentares e estilos de vida;
  8. Isolamento social em decorrência dos hábitos alheios;
  9. Apresenta justificações pelo motivo como se alimenta.

Cuidado! Não confunda alimentação saudável com distúrbio alimentar. Saúde é condição de bem estar físico, mental e social. Nesses casos procure um nutricionista e um psicólogo.

Samara Cordeiro de Araujo

CRN-4: 17101451

h1

os medicamentos chamados off label para emagrecimento

agosto 3, 2018
Após 09/12/2011, quando as anfetaminas foram proibidas no Brasil até 2018 deixou de existir em nosso país, com exceção da sibutramina, qualquer medicamento específico para emagrecer. De modo que, nós médicos de emagrecimento, tivemos que buscar nas outras especialidades medicamentos que de certa maneira tivessem algum efeito emagrecedor. Dos principais destaca-s etrês: o topiramato, a sertralina e  bupropiona. Importante antes de analisarmos um por um é frisarmos que, em comparação às anfetaminas, estes medicamentos não afetam o coração e apressão do paciente.
TOPIRAMATO –
O topiramato é utilizado na sua origem como um anticonvulsivante, também para tratamento da enxaqueca e como estabilizador do humor, principalmente no tratamento do distúrbio de humor bipolar. Sua apresentação comercial é de 25, 50 e 100 mg. O topiramato tem como principal efeito a retirada da fome à noite. Seus principais efeitos colaterais são sonolência e formigamento das mãos, pés e boca e perda de peso. Raramente se observa visão turva e episódio sde glaucoma seguidos de cegueira, diminuição da memória, gastrite, alergia no corpo, diarréia,taquicardia, tremores das mãos, desmaios e delírios. O topiramato é o único medicamento que pode ser utilizado à noite. O topiramato deve sempre ser iniciado lentamente como sendo 1x/dia e somente após 7-15 dias deverá ter sua dose aumentada para 2x/dia. Isso diminui muito os efeitos colaterais.
BUPROPIONA –
A bupropiona faz parte do grupo dos antidepressivos muito utilizada como medicamento antitabagista em programas de abandono de fumo. Por ser um potente liberador de dopamina e noradrenalina, a mesma aumenta o metabolismo e deixa o paciente alerta e mais ativo.Por isso, ela é utilizada para queimar gorduras localizadas. A bupropiona não possui efeitos sobre o libido e a mesma lembra, um pouco, os efeitos da anfetamina. Seus principais efeitos colaterais são insônia, boca seca, taquicardia, priapismo, tontura e sudorese. Doses de 75 – 450 mg.
SERTRALINA –
Indicada para aqueles pacientes que gostam de comer doce ou que tem Sindrome do Comer Noturno (acordam para comer) . A Sertralina é um antidepressivo que diminui a vontade de comer doce e chocolate. No entanto pode desencadear cefaléia forte e diminuição da libido. Em geral se o paciente já utilizou fluoxetina ele não terá problemas com a sertralina. Doses: 50-100 mg / dia
SIBUTRAMINA –
sibutramina é um derivado serotoninérgico da fluoxetina com ação sacietógena que, além do efeito serotoninérgico demonstra também efeito adrenérgico. Parece apresentar melhores resultados em pacientes que nunca a utilizaram. O uso repetido lhe confere reação refratária, ou seja, o paciente não nota mais o mesmo efeito do medicamento como da primeira vez. O medicamento tem claro efeito sobre a pressão arterial aumentando-a, razão pela qual pacientes hipertensos não devem fazer uso do mesmo. Os principais efeitos colaterais são:hipertensão, cefaléia forte, taquicardia, sudorese, palpitações, infarto, AVC, crise serotoninérgica. 
 
h1

O QUE É BULIMIA NERVOSA?

agosto 3, 2018

As Pessoas com bulimia comem uma grande quantidade de comida num curto espaço de tempo. Então para se livrarem do comida vomitam. É importante notar que a bulimia não necessariamente envolve vomitar. Tanto podem vomitar, como fazer exercícios em demasia, ou usar medicamentos como laxantes, o que importa para eles naquela aflição é livrarem-se da comida porque acham que comeram muito, ou que nem deviam ter tocado na comida.

Homem com bulimia a vomitar

As pessoas que têm bulimia podem ter compulsão alimentar, porque lhes dá uma sensação de conforto. Mas comer muito faz-nos sentir fora de controlo. Depois do frenesim, sentem vergonha, culpa e medo de ganhar peso. Isso faz com que utilizem métodos para ser livrarem da comida que ingeriram.

Sem tratamento, este ciclo de compulsão pode levar a graves problemas de saúde a longo prazo. O ácido do vómito na boca pode causar problemas nos dentes, doença gengival e perda de esmalte. Qualquer tipo destas técnicas pode levar à diluição dos ossos ( osteoporose ), danos nos rins, problema de coração, ou até mesmo a morte.

Quando você sofre de bulimia, a vida é uma batalha constante entre o desejo de perder peso ou ficar magra e a compulsão é dificil de combater. Você faz o seu melhor para manter os desejos longe. Você sabe que vai sentir nojo e vergonha, mas depois você não pode lutar contra o desejo. Tudo o que você pensa é em comida, e no final, você ja está a comer.

Você come o que lhe aparecer á frente compulsivamente até que você está tão cheia que você se sente como se estivesse prestes a explodir. Em seguida, o pânico de todas as calorias que você comeu aterrorizam-na de ganhar peso, então resta-lhe medidas drásticas para “desfazer” a sua compulsão, vómitos, jejuns ou exercícios para se livrar das calorias. E durante todo esse tempo, você se sente cada vez mais fora de controlo.

 

  • Episódios regulares de fora de controlo

  • Comportamentos inadequados para evitar ganho de peso

  • Auto-estima excessivamente influenciado pelo peso e aparência física

A bulimia é estimado afectar entre 3% de todas as mulheres dos Estados Unidos em algum momento da sua vida. Cerca de 6% dos adolescentes, e 5% das jovens em idade de faculdade acredita-se que sofrem de bulimia. Estes números são um pouco menores do que as estimativas anteriores da prevalência de bulimia. Aproximadamente 10% dos pacientes bulímicos identificados são homens.

Os Bulímicos também são susceptíveis a outras compulsões e transtornos afectivos, ou vícios. Vinte a 40% das mulheres com bulimia também tem um histórico de problemas relacionados com drogas ou álcool, sugerindo que muitas mulheres afectadas podem ter dificuldades com o controle dos impulsos comportamentais.

Ao contrário de anoréxicos, os bulímicos sofrem de flutuações de peso significativas, mas a sua perda de peso geralmente não é tão grave ou óbvias como os anoréxicos. O prognóstico a longo prazo para os bulímicos é ligeiramente melhor do que para os anoréxicos, e a taxa de recuperação é considerada maior. No entanto, muitos bulímicos continuam a manter um pouco esses comportamentos alimentares anormais na dieta, mesmo após o período de recuperação.

  • A pessoa come.

  • Sente-se fora do controlo enquanto come.

  • Vomita, faz ma uso de laxantes, faz jejum e exercicio para se livrar das calorias.

  • Faz dieta quando não come come compulsivamente.

  • Acredita que as pessoas devem ser magras.

  • O peso pode ser normal ou quase normal, a menos que a anorexia esteja presente.

  • Depressão, vergonha, vazio.

  • Ansiedade, e insegurança.

 

Se você ou alguém que você conhece tem bulimia ou outro distúrbio alimentar, procure ajuda. Os distúrbios alimentares podem ser perigosos. E força de vontade não é suficiente para superá-los. O tratamento pode ajudar uma pessoa que tem um distúrbio alimentar a se sentir melhor e mais saudável.

 

 

fonte: http://www.disturbiosalimentares.com/bulimia/o-que-e-bulimia-nervosa/

h1

O QUE É ANOREXIA NERVOSA?

agosto 3, 2018

Anorexia nervosa é um distúrbio alimentar grave potencialmente fatal de perda de peso excessivo, no qual a pessoa procura uma extrema magreza, levando a pessoa a tomar estratégias para perder peso.

Embora o termo em publicações científicas não seja muitas vezes usado de forma intercambiável com anorexia nervosa, existe muitas causas possíveis para uma diminuição do apetite, algumas das quais podem ser inofensivos, enquanto outros apontam para uma condição clínica grave, ou constituir um risco significativo.

É caracterizada pela recusa em manter um peso corporal e um medo obsessivo de ganhar peso devido a uma distorcida imagem de si próprio, que pode ser mantido por conclusões erradas, com base cognitiva ao invés de provas, que alteram a forma como o indivíduo afectado avalia o seu corpo, e a comida que come.

Sendo caracterizada por ser uma doença complexa, a anorexia nervosa envolve problemas sociais, fisiológicos e psicológicos. Uma pessoa que tenha anorexia nervosa pode ser chamada de anoréxica. Uma pessoa que seja anoréxica pode ser também chamada de bulímica.

A anorexia nervosa afecta principalmente os adolescentes principalmente as mulheres, e jovens mulheres do Hemisfério Ocidental.
Para os jovens adolescentes de ambos os sexos, pode estar ligada à auto-imagem, dismorfia e dificuldade em ser aceite pelo grupo, com mais tendência se houver um quadro neurótico (do tipo obsessivo-compulsivo) ou uma história de abuso ou de bullying.

Anorexia nervosa, ou simplesmente de anorexia, é um tipo de transtorno alimentar, bem como distúrbio psicológico.

A Anorexia é um disturbio alimentar, onde as pessoas passam fome. As pessoas que sofrem de anorexia são muito magras, mas estão convencidas de que estão com peso a mais. Elas continuam a pensar que estão com peso a mais, mesmo depois de estarem extremamente magras, muito doentes ou perto da morte.

Uma pessoa com anorexia inicialmente começa uma dieta para perder peso. Com o tempo, a perda de peso torna-se um sinal de domínio e sem controlo.

  • Recusa em manter o peso corporal normal para a sua idade e altura.

  • Pesa 85% ou menos do que devia para a sua idade e altura.

  • Tem medo de engordar.

  • Em mulheres, a menstruação para. Nos homens os niveis de hormonas descem.

  • As jovens não começam a menstruar na idade apropriada.

  • A pessoa nega os perigos de ter pouco peso.

  • Medo de engordar apesar de ja estar muito abaixo do peso.

  • Diz que se sente gorda apesar de ser magra.

  • Irritabilidade, depressão.

A anorexia nervosa é uma doença mental grave, com taxas de morbidade e de mortalidade tão elevada como aqueles vistos em qualquer doença psiquiátrica.
Embora afecte principalmente jovens mulheres brancas, pode também afectar homens e mulheres de todas as idades, raças, socioeconomicas e culturais.

termo anorexia nervosa foi criada em 1873 por Sir William Gull, um dos médicos pessoais de Queen Victoria. O termo é de origem grega: an (ausencia ou deficiencia) e orexis (apetite), o que significa uma falta de vontade de comer.

  • Cerca de 90-95% dos portadores de anorexia são adolescentes e mulheres.

  • Entre 0,5 a 1% das mulheres americanas sofrem de anorexia nervosa.

  • A anorexia nervosa é um dos diagnósticos psiquiátricos mais comuns em mulheres e jovens.

  • Entre 50-20% dos indivíduos que lutam com contra a anorexia nervosa acabam por morrer.

  • As probabilidades de morte aumentam dentro nesse intervalo, dependendo do estado da condição dessa pessoa.

  • A anorexia nervosa tem uma das maiores taxas de morte de qualquer condição de saúde mental.

 

 

fonte:http://www.disturbiosalimentares.com/anorexia/o-que-e-a-anorexia-nervosa/

h1

QUANTO TEMPO DURA UM TRATAMENTO DE EMAGRECER?

agosto 3, 2018

A maioria das mulheres com distúrbios alimentares, especialmente no início, recusa o tratamento e há mudança de comportamento fazendo com que levem vários anos, ou décadas a melhorar. A maioria faz pouco ou nenhum progresso sem ajuda. Até 20 por cento não sobrevivem.

As pessoas que entram em tratamento geralmente ficam melhor. Cerca de metade das pessoas com disturbios alimentares recuperam. 25 por cento fazem progressos, enquanto que infelizmente 25 por cento permanecem doentes crónicos mesmo com tratamento.

As pessoas que fazem o tratamento têm mais probabilidades de recuperar, levando cerca de um ano. No entanto para a grande maioria o tratamento leva três a sete anos ou mais tempo. Pois parar a maioria das pessoas alterar os seus comportamentos alimentares é uma tarefa difícil e por vezes um desafio.

O tratamento no início é mais custoso e normalmente difícil de aceitar. Geralmente envolve algumas sessões de terapia varias vezes por semana ou até mesmo internação, consoante o estado da pessoa. Há medida que se vai progredindo as sessões vão ser menos frequentes.

As recaídas no inicio são de esperar. A pessoa tem de aprender a lidar com a vida sem olhar para a comida e o peso. A recuperação pode ser um caminho difícil, muitas vezes um caso de dois passos à frente e um passo para trás. Pode ser um processo lento e frustrante, mas o importante é você tentar recuperar.

O tempo de recuperação é mais rápido para uns e mais lento para outros, saber quanto tempo irá demorar é uma questão complexa e que varia de pessoa para pessoa. Tudo depende da pessoa e o modo com ela encara e recupera com o tratamento.

Variáveis que afectam o que tempo em que se está em tratamento por um distúrbio alimentar:

  • Tempo em que a pessoa está a sofrer com a doença.
  • Gravidade dos sintomas.
  • Outros problemas que podem existir relacionados, ou não com o distúrbio alimentar.

Como os distúrbios alimentares são doenças multi-facetadas, elas podem fazer o tratamento ser complexo e demorado. Questões médicas, nutricionais, familiares, emocionais, psicológicas, todas elas precisam de ser investigadas, pois um distúrbio alimentar causas perturbações significativas em qualquer uma desta s áreas.

 

fonte: http://www.disturbiosalimentares.com/geral/quanto-tempo-demora-a-recuperar/

h1

O QUE É COMPULSÃO ALIMENTAR?

agosto 3, 2018

As pessoas com compulsão alimentar comem uma quantidade anormalmente grande de comida, sentem-se fora de controlo e incapacidade de parar. Um episodio de compulsão alimentar pode durar duas horas, ou a maior parte do dia.

Ao contrário da bulimia ou anorexia, as pessoas com compulsão alimentar não vomitam nem fazem muito exercício físico nem comem apenas pequenas quantidades de apenas certos alimentos. Devido a isso, as pessoas com compulsão alimentar são frequentemente obesos ou com excesso de peso.

O ciclo de compulsão alimentar

A comida pode ser reconfortante durante um episodio de compulsão alimentar, mas depois a realidade sobe ao de cima e o arrependimento vem. O ganho de peso e obesidade só reforça voltar a comer compulsivamente.

Eles usam a comida para lidar com a aparência ou outras situações. O que leva a um ciclo vicioso: comem para se sentirem melhor, sentem-se pior ainda depois disso e voltam outra vez a comerem para sentirem alivio.

O que as pessoas com compulsão alimentar fazem:

  • Comem mais rapidamente que o normal durante episódios de compulsão alimentar.

  • Comem até que estejam desconfortavelmente cheios

  • Sentem-se com stress que só é aliviado comendo

  • Comem quando não estão com fome

  • Nunca se sentir satisfeito, mesmo depois de ter comido muito

  • Escondem comida para mais tarde comer em segredo

  • Comem sozinhos por constrangimento

  • Tentativas fracassadas de dietas.

  • Sentem-se deprimidos ou com culpa depois de comer

  • Desespero para controlar o peso e hábitos alimentares

A tentativa de controlar as emoções negativas, como stresse, depressão, solidão, medo e ansiedade leva há compulsão alimentar. Quando você parece triste ou teve um dia mau a comida é o seu alivio.

A compulsão alimentar afecta mais frequentemente um pouco mais as mulheres do que homens.

Não há uma certeza sobre as causas e a natureza da compulsão alimentar. Os distúrbios alimentares provavelmente envolvem uma actividade anormal em diferentes áreas do cérebro.

Depressão

Metades das pessoas com compulsão alimentar estão deprimidas ou foram pressionadas no passado.

Capacidade de enfrentar as situações

Estudos sugerem que as pessoas com compulsão alimentar tem problemas a lidar com algumas das suas emoções. Muitas pessoas tem compulsão alimentar dizem que estão comraiva, tristes, chateados, preocupados ou stressados e isso pode levá-los a comer compulsivamente.

Causas biológicas

Anormalidades biológicas podem contribuir para a compulsão alimentar. Por exemplo, o hipotálamo (a parte do cérebro que controla o apetite) pode não fazer o envio sobre a fome e a saciedade. Uma mutação genética pode tambem causar vício em comida. Finalmente, há evidências de que os níveis baixos de serotonina do cérebro desempenham um papel na alimentação compulsiva.

As pessoas com compulsão alimentar relatam problemas de saúde como stress, dificuldade em dormir e pensamentos suicidas.

Problemas de saúde:

  • Obesidade

  • Diabetes tipo 2

  • Pressão alta

  • O colesterol alto

  • doença da vesícula biliar

  • doença cardíaca

  • Certos tipos de cancro

Problemas mentais:

  • Ansiedade

  • Depressão

  • Os transtornos de personalidade

É importante saber o que é compulsão alimentar e efetuar tratamento, só assim as pessoas que sofrem deste disturbio podem melhorar.

 

fonte: http://www.disturbiosalimentares.com/compulsao/o-que-e-compulsao-alimentar/