h1

ÓCULOS- ANTICONCEPCIONAIS E OBESIDADE

março 25, 2016

ÓCULOS- ANTICONCEPCIONAIS E OBESIDADE

Imaginem um motorista de ônibus míope. Cegueta. Não enxerga nada sem óculos. Onze graus de miopia. Precisa dos óculos. Sem eles fica em apuros.
De tanto usar seus óculos ele nem percebe mais que está usando. Faz parte da vida dele aquele acessório.
Mas se você pensar bem o míope é um deficiente físico da visão. Um aleijado da vista. Deveria ter vaga especial no estacionamento. Cotas na universidade.
Imaginem o motorista que falamos ou o piloto de avião com onze graus de miopia perder ou quebrar seus óculos em plena viagem. Hasta lá vista baby. Morte certa.
O obeso também é um deficiente físico da gordura. Só que não quer usar seus óculos. Mas isso vamos falar depois.
Outra situação: pílula anticoncepcional.
Mulher incorpora de tal maneira em sua vida a pílula que ela nem considera mais como remédio. Eu pergunto na primeira consulta:
– A senhora toma algum remédio?
– Nenhum doutor.
– E anticoncepcional?
– Ah sim! Diane todo dia, doutor!
A mulher assumiu o anticoncepcional como rotina integrante da sua vida de forma que não considera mais tratamento médico. Nem remédio ela acha
que é. Assim deveria ser o tratamento de obesidade na vida do obeso. Incorporado de tal maneira na sua vida que ele não considera mais a possibilidade de parar o tratamento. Um hipertenso não pára seu tratamento. Um diabético também não.
Porque os obesos teimam em parar o tratamento depois que emagrecem ? Pensam que irão se controlar por conta própria? Isso é igual o hipertenso pensar que irá controlar sua pressão depois que ela baixar. Baixou porque tomou remédio. Emagreceu porque tomou remédio. Não existe mérito da pessoa. Existe mérito do remédio. O único mérito da pessoa é continuar fazendo o tratamento. O obeso precisa vestir o tratamento da obesidade como o míope veste seu óculos. Precisa usar o tratamento como a mulher usa o anticoncepcional. Tem que fazer parte da vida do obeso.
Se faltar dinheiro ou se alguém ficar doente o míope não para de usar óculos ou a mulher não para de usar anticoncepcional. O obeso para de fazer tratamento por qualquer coisa que acontece em sua vida. Tudo é desculpa para interromper o tratamento.
Chega de desculpas. Ou você veste o tratamento ou assume de uma vez a obesidade e para de se enganar fingindo que está tratando obesidade. Tratar obesidade é tratar para sempre algo que não tem cura mas que tem controle. Depende de você. Pare de dar desculpas a si mesmo. Desanima ver você voltar ao consultório pela 25a vez tentar mais uma vez.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: