h1

PROGRAMA DE EMAGRECIMENTO DR HENRI BISCHOFF

janeiro 5, 2012

Obesidade

Dr Henri Bischoff

Obesidade é definida pela OMS como uma doença caracterizada pelo excesso de calorias. Apesar de originada por diversas causas, na maioria das vezes, mesma é fruto daquela ansiedade que nos ataca mais no final da tarde ou no inicio da noite quando chegamos à casa cansados do trabalho e beliscamos pão, torradas, bolachas, pizzas, lanches com farinha ou doces…

Essa ansiedade não nos ataca pela manhã, é sempre á noite. E sempre engordamos na nossa casa, nunca no trabalho, em festas ou em casas de parentes, amigos ou restaurantes. Sempre nos ensinaram que o que nos engordavam eram as gorduras, portanto, evitamos as gorduras e não as comíamos, preferindo sempre os grelhados, mas sem resultados e sempre damos preferência aos pães pretos ou lights, sem resultado também. Torradas também não funcionam…

Nunca nos disseram que o que realmente nos engordava eram as farinhas que comíamos ao chegar a casa á noite, sejam elas de pão branco, preto, massa, pizza, torta, pastéis, risóles, salgadinhos, xis, MC Donald, bolachas, biscoitos, etc…

Esses hábitos nos levam a engordar e essa gordura fica “gravada” na memória metabólica do organismo durante 2 anos no mínimo. Por isso, de nada adianta fazermos um regime para emagrecer e atingir o peso ideal em curto espaço de tempo se, depois de atingirmos a meta, pararmos de nos cuidarmos, pois, nosso organismo, que teve gravado dentro dele o peso de obeso, vai fazer de tudo para recuperar o peso perdido em menos de 2 anos após uma dieta. Daí o velho ditado popular: “Parou o remédio de emagrecer: Engordou o dobro…” E é mais ou menos assim, se utilizarmos uma medicação para emagrecer, quando ficamos magros NÃO PODEMOS PARAR O REMEDIO, mas sim, trocá-lo pelo estabilizador o qual será mantido durante 2 anos para que nosso organismo “apague” aquela memória do peso de obeso e troque pela memória do peso de magro. Portanto a chave do sucesso de manter-se magro a longo prazo é manter o tratamento iniciado durante 2 anos no mínimo após ter atingido o peso ideal.

Dois anos é o tempo que o organismo leva para acostumar-se a ficar magro novamente, portanto, você tem que manter seu tratamento por todo esse período.

Reeducação Alimentar

Reeducação alimentar não significa ficar contando calorias o dia todo ou fazendo dietas exóticas ou pouco práticas. Reeducação alimentar significa não fazer as nossas vontades de obesos e sim nossas necessidades.

Sabemos que todo obeso não gosta muito de comer pela manhã, gosta de comer uma saladinha e um bifinho no almoço e, quando chega a casa, toma café com pão á noite ou se enche de lanches. Ora, para emagrecer você deverá inverter tudo isso: comer como um rei/rainha de manhã, príncipe ou princesa no almoço e como um mendigo á noite. Café com pão só de manhã. Arroz, feijão, massa, no almoço… Á tarde frutas e á noite bife com saladas, frango com verduras, shakes, batidas de frutas, sopas, saladas de frutas com iogurtes lights. Não se iluda com pão preto: Depois do almoço nenhum tipo de pão, nem torradas, nem pão light… Nada de farinhas! OK? Use sua imaginação: Podem ser ingeridos: Queijos gordurosos, embutidos, carnes preparadas de todas as formas (inclusive frita), ovos fritos, etc…

Dieta

Até o almoço você pode comer livremente o que quiser inclusive doce, mas após o almoço é fundamental, não cometer “Gafs” (grãos, açúcar e farinha), ou seja, não pode trocar o pão branco por preto light ou torrada, OK?

Á tarde coma frutas livremente, em qualquer quantidade, e, á noite siga as instruções:

1ª Semana: Limpeza do intestino

Em um prato raso coloque num canto do prato 4 fatias em meia lua de mamão, no outro canto do prato + 4 fatias em meia lua de melão no outro canto + 4 fatias de maçã e no outro canto moranguinhos cortados em rodelas. No centro do prato coloque rodelas de banana e 3 ou 4 ameixas pretas. Por cima dessas frutas, acrescente iogurte natural ou de frutas light. Por cima do iogurte coloque nozes picadas, uvas passas claras e amendoim moído. Por cima disso tudo acrescente granola ou aveia em flocos da sua preferência. Coma com suco de laranja light ou refrigerante light durante toda a semana.

2ª Semana

Faça um sopão de moranga, cenoura, salsão, cebolinha, cebolas, ervilhas, brócolis e todos os legumes que você quiser. Acrescente na sopa frango ou carne com osso. Faça para a semana toda e guarde na geladeira. Tome á vontade á noite temperada com tempero verde, queijo ralado e pimenta vermelha se você gostar. Tome refrigerante light.

3ª Semana

Faça batidas (vitaminas de frutas) com todos os tipos de frutas com leite desnatado ou natural se você não tiver o desnatado. Exemplos: Batida de mamão com banana. Moranguinhos, abacate (pode tomar não engorda), manga, maçã com banana, pêssego, goiaba, uva, etc… Tome até 2 copos.

4ª Semana

Compre um shake da sua preferência do sabor que você quiser (chocolate, morango, baunilha, etc) e tome com leite a semana toda ate 2 copos.

5ª Semana

Coma carnes com saladas á vontade, (bife, frangos, peixe, churrasco) frito, cozido, assado, grelhado, etc, ou faça uma variação das 4 semanas anteriores para não enjoar. Pode-se fazer omeletes, tábua de queijos com presunto, salaminhos, palmitos e azeitonas. Use sua imaginação. Mas não use farinhas, grãos e açúcar. (única exceção é a granola ou aveia em flocos nas frutas). Se você tiver que ir numa festa dê preferência ás saladas com carnes.

  • · Pecados: Se você cometer pecados: Exemplo: Foi numa pizzaria, ou bebeu muito álcool na noite anterior; o que fazer? Faça uma desintoxicação no dia seguinte: passe o dia todo com o prato de frutas com iogurte e granola da 1ª semana tanto no almoço como na janta que você vai desintoxicar ligeirinho. Procure caminhar nesse dia para suar bastante e botar para fora todo álcool ou a pizza que você comeu.

– Se você caminhar ou fazer exercícios durante 1 hora, nessas 4 semanas iniciais, você poderá perder de 4 a 6 quilos iniciais.

– Não cometa Gafs depois do almoço…

Exercícios

É fundamental reservar um tempo para o exercício como parte da mudança de hábito de vida. Muita gente trabalha o dia todo e estuda á noite. Ou chega a casa e tem que se dedicar à família. Não tem tempo… Mas é por isso mesmo que está obeso! Ou aceita a obesidade como resultado dessa vida agitada ou enfrenta o problema de frente. Temos que readequar o problema. Abílio Diniz, empresário da maior rede de supermercados do Brasil acorda às 4 horas da manhã, às 5 horas, está na sua piscina nadando. No meio dia faz musculação e depois encontra tempo para trabalhar e dedicar-se a sua família. Não adianta… Você tem que se decidir: Precisa fazer exercícios! Pouca gente gosta, mas faz… Você só precisa planejar-se. Não precisa fazer o que todo mundo faz. Ir para academias, só por que todo mundo vai, muitas vezes, é uma imposição da sociedade e faz você se sentir constrangido. Mas se você gosta de academias, por favor, vá correndo! Se você não gosta, faça aquilo que você fazia na sua infância: Andar de bicicleta, correr, pular corda, enfim; descubra algo prazeroso para ajudar a incorporar os exercícios no seu novo hábito de vida.

Aqui vai uma dica que ajuda em muito a conciliar nossos afazeres cotidianos ao hábito de fazer exercícios: Cultive o hábito de ler enquanto faz esteira. Você não imagina o quanto isso lhe dá prazer. Dá mais prazer do que olhar televisão na frente da esteira, pois a leitura é um hábito mais culto e, sempre temos um livro, uma revista, um trabalho, um jornal ou um artigo que temos que ler, mas, ás vezes, não temos tempo, por isso, reserve esse tempo à leitura enquanto faz esteira e você vai se surpreender do quanto o tempo vai passar rapidamente e do quanto vai render a sua leitura e o seu exercício.

Sociedade

Um dos maiores erros dos obesos é dizer para a sociedade que ela está de dieta. Pois, a obesidade é uma doença discriminada pela sociedade, e, se o obeso toma a decisão de fazer alguma coisa a respeito (no caso a dieta) continua a ser inadequado á sociedade recusando isso ou aquilo que lhe é oferecido. Vai às festas e jantares e nada pode comer se tornando uma pessoa diferente (mais uma vez) das demais.

Portanto, ao receber um convite de uma festa, um casamento, um jantar; esqueça por hora que esta de dieta e coma livremente o que lhe for oferecido, mas com moderação (não esqueça de tomar sua medicação antes de sair para a festa), com isso, as pessoas ficarão satisfeitas com você e não perceberão que esta de dieta deixando-a livremente com seu “segredo”, pois você deverá manter sua meta por 2 anos. No outro dia, após a festa, passe o dia todo só á frutas para desintoxicar e o excesso não terá influência sobre o peso. Outro aspecto importante para seu ego nisso tudo é que a sua vida de magro tem que ser melhor que a sua vida de obeso, sem repressões, pois se você privar-se de tudo e de todos não vai agüentar muito tempo, não. Será uma panela de pressão que irá explodir em pouco tempo. Será como uma panela de pressão prestes a explodir. ““ Obeso adora “chutar o balde” e mandar tudo para o espaço só para ter a desculpa que sua vida estava um horror com aquela dieta horrível…

Medicação

Acredite no seu medico e no ministério da saúde: Se qualquer remédio é nocivo á saúde brasileira, o mesmo tem a licença cassada pelo ministério da saúde no ato, não necessitando reportagens em serie com interesses suspeitos, quando se sabe que a indústria da obesidade fatura 4 bilhões de dólares por ano somente no Brasil e, o mínimo vai para multifuncionais. A quase totalidade desse valor permanece no Brasil, pois o mesmo é produzido em farmácias de manipulação brasileiras gerando empregos e impostos vê-se um grande interesse em destruir a imagem da medicação de emagrecer. É claro que o abuso, e não o uso (como está no rótulo do remédio) faz mal a saúde, assim como qualquer outra medicação que abusarmos, até mesmo aspirina, se abusarmos e ingerimos 10 aspirinas de uma vez só.

A medicação faz parte de um tripé de tratamento: DIETA EXERCÍCIOS E MEDICAÇÕES. Os problemas ocorrem, muitas vezes, quando a pessoa não observa esse tripé e passa a usar só a medicação esperando tudo do remédio. Não se alimenta, não faz exercícios, fica com o corpo fraco e passa a ficar tonta, sobre desmaios, dor-de-cabeça, tremores, falta de memória, depressões, etc… Tudo sintomas de falta de alimentação… A família se assusta, leva a pessoa no hospital o médico plantonista presta atendimento e sem o conhecimento de causa põe a culpa na medicação e não no paciente, com isso, a medicação vai ganhando a má fama de “causar mal”…

A medicação não tira efeito de anticoncepcionais ou de outros medicamentos que porventura o paciente esteja tomando. A única recomendação: Se você necessitar tomar antibiótico (ou se sentir febre) interrompa o uso do remédio de emagrecer até terminar o antibiótico.

Bebidas alcoólicas devem ser tomadas em horários distantes da medicação de emagrecer (no mínimo 6 horas depois). Melhor seria não ingerir álcool, pois esse contém muitas calorias.

Sempre são realizados exames ao longo do tratamento, muitas vezes não no início do tratamento, pois você recentemente realizou e seria desnecessário realizar novamente, mas, ao longo do tratamento, são realizados periodicamente todos os exames para a sua segurança e de sua família para garantir que a sua medicação não esta lhe prejudicando e que, ao contrário, a medicação melhora a cada vez mais o seu perfil de colesterol, triglicérides, hematócrito, glicose, pressão arterial, acido úrico, etc. Ou seja, você ganha saúde tomando medicação e não ao contrário.

Resistência

Se, ao longo do tratamento de emagrecimento seu organismo “travar”, ou seja, mesmo com todas as manobras honestas ele não perde peso, é sinal que ele adquiriu resistência ao tratamento e está necessitando de um “choque metabólico”. Por isso de tempos em tempos costumamos colocar nossos pacientes na “UTI DO GORDO” (no final deste folheto) durante 7 dias. Seu objetivo é readequar seu organismo para a perda de peso novamente. Por isso, cada vez que você sentir que está perdendo peso, “interne-se” imediatamente na UTI do gordo durante 7 dias ou mais até voltar a perder peso.

Manutenção

Manutenção é a etapa na qual a pessoa atingiu o peso pretendido. Daí em diante ela tem a missão de manter-se nesse peso durante 2 anos, no mínimo. Esse período de 2 anos é para dar tempo ao organismo adaptar-se ao novo sistema de funcionamento com o novo peso. Ele precisa “esquecer” o peso antigo e “gravar” o peso novo. Esse processo leva, em média, 2 anos. É fundamental saber que essa etapa é TOTALMENTE MEDICAMENTOSA! Não interrompa o medicamento!

As pessoas teimam em parar o medicamento nessa fase achando que não precisavam que conseguem fazer o tratamento por vontade própria e ai acontecem os maiores desastres. Simplesmente voltam a engordar com força total, pois o organismo recupera o peso perdido rapidamente. Não estamos brincando, a obesidade é uma doença, epidemia mundial, muito mais forte do que nós e só será debelada mediante ajuda de remédios. Não se iluda com a mídia e propaganda enganosas falando todo o tipo de reportagens espalhando pânico nas pessoas a respeito das medicações de emagrecer, que essas prejudicam o organismo e tudo mais…

Você chegou até aqui no programa, após outras tentativas frustradas de emagrecimento, nos dê uma chance de ajudarmos você nessa fase que é a fase mais delicada do tratamento.

Somos seres humanos falíveis, portanto, não podemos enfrentar a obesidade, que é uma doença muito mais poderosa do que nós, só com a nossa força de vontade, pois, se o mundo inteiro está ficando obeso justamente VOCÊ será diferente das pessoas que irá conseguir enfrentar sozinho sem ajuda de remédios?

Será que VOCÊ é a exceção a regra. Não, as estatísticas mostram que suas chances são mínimas. Portanto, se você não quiser ser mais um que voltou a engordar siga seu tratamento daqui pra frente durante 2 anos com a ajuda de medicação.

È claro que seu médico vai lhe informar que sua medicação nessa fase é bem mais light, muito mais fácil de ser usada e as consultas serão mais espaçadas. Mas, o mais importante, nessa fase é saber que você tem que seguir dois anos em frente com a ajuda de medicação.

Nessa fase a integração social é mais ampla, você pode fazer alguns excessos a mais sempre socialmente, mas, em casa (onde a gente engorda realmente) desintoxique no dia seguinte e siga se cuidando. Não se descuide do exercício, pois se você der vazão ao desânimo e parar, fica muito difícil recomeçar.

Não pare! Siga em frente.

E, uma recomendação final: Estando magro lembre-se dessa frase como máxima de humildade: “Eu estou magro, mas eu sou um obeso”.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: